Miolando

31 dezembro, 2006

dias abertoS





















acordei há pouco.

vesti uma camisola carregada de passado

carregada de presente.


vim aqui em corpo e alma para vos trazer um

eeeeeccccooo

um eco reenc
ontrado


porque sei (também eu!) que

cada coisa que sentimos e fazemos se solta respira

e reproduz ecos de vida "cual efecto mariposa"

(obrigada brisa-mixtu por reforçarem este olhar!!!)


por isso vim e estou aqui tal como acordei hoje

para ser feliz e vos convidar a ser felizes

nos muitos dias de dança e abraços

que nos seguem










Só para dizer...

  • Hoje lavei a camisola carregada de passado. Vesti uma que aquece o futuro e abriga os dias que virão!

    Aceito o convite luci!

    teclado por Blogger patricia, em 01 janeiro, 2007  

  • beijos e abraços renovados. feliz despertar de 2007. para a menina da camisola! e para mim...

    teclado por Blogger Dália Dias, em 01 janeiro, 2007  

  • olá meninas!

    ainda bem que aceitam o convite!!!

    não visto camisolas com futuro, é só ser o melhor possível um dia de cada vez!
    por isso nunca vou além do dia... d`hoje! :)

    abraços e beijos

    teclado por Blogger luci, em 01 janeiro, 2007  

  • teresa, isso do sorriso é assim: ou sai ou não...

    tou em crer que lá te há-de sair... a mim, às vezes, fica difícil!!

    obrigada. beijo e que o teu mundo se (des)faça de sorrisos!

    teclado por Blogger luci, em 01 janeiro, 2007  

  • Os ecos, todos os ecos me atraem. Quanto mais invisíveis, melhor!
    Podemos imaginá-los, por montes e vales, transportadores de tudo o que dizemos, falamos e sentimos.

    Muitas vezes nos perguntámos porque se escolhe "assim" a vida. Não compensa, a dimensão é demasiado pequena, falta o tempo. Pelo que me parece que não poderá ser uma opção consciente.

    O que me parece que é lindo, é que alguns dentre nós vão desejando outras aprendizagens, escolhendo outras formas, tendo a percepção da escolha, do que é preciso ir deixando para trás. O que também não é simples. Por isso...

    Também eu sinto assim. E aceito o convite.

    Belos dias abertos à vida, até já!

    teclado por Anonymous violeta, em 01 janeiro, 2007  

  • vou atras desse convite, fico à espera desses dias de boas danças e bons sorrisos...

    beijos **

    teclado por Blogger joel faria, em 02 janeiro, 2007  

  • Nada nesta névoa, hoje, senão a continuidade. Do acinzentado. Aos poucos há-de desenhar-se um sorriso algures.
    Serei capaz de vê-lo sem filtros?

    teclado por Anonymous dalémar, em 02 janeiro, 2007  

  • lindo :) continua moldando as palavras!

    um excelente ano para ti, para todos ;)

    teclado por Blogger sleep well, em 02 janeiro, 2007  

  • com essa energia toda uma pessoa até se sente arrastada. Eu tentarei. prometo.

    teclado por Blogger Elipse, em 02 janeiro, 2007  

  • Fiquei muito tempo a pensar na camisola...
    ...e depois na água. Faz sentido assim?
    Pra mim só assim faz sentido.

    teclado por Anonymous Anónimo, em 02 janeiro, 2007  

  • ...e os dias de abrir, pegar no quebra-nozes e lá vai mais um e outro e outro, no fundo gostava de saber já o que trazem na barriga. Se dizes que é dança, eu já sei. Se são abraços, também sei que acredito.
    abraço-com-beijos-dentro

    teclado por Anonymous Anónimo, em 02 janeiro, 2007  

  • fui ver-te, sleep well. lindo, o que li!belos dias pra ti!

    elipse, eu só procuro o nome das coisas. e só às vezes. dizer e ser não é bem o mesmo... entretenho-me a contar carneiros muito tempo.
    bem, às vezes fecho os olhos com força para não ver. e choro muito.

    e também, como tu, vejo os dias abertos a quebra-nozes.
    sabes bem que os dias nos trazem a nós na barriga. também se fazem dos olhos e mãos e de pele.
    e ar e restos. e gestos. e dor.
    de colo. e sonhos. e.

    teclado por Blogger luci, em 03 janeiro, 2007  

  • uma palavrita breve em homenagem ao pezito do paulo que ficou suspenso no ar todos estes dias e ainda não pousou (ao que parece).

    ...e continua "atravessando a madrugada" suspenso num só pé!

    paulo, regressa ao nosso convívio, ouviste? e pousa lá o pé, da próxima, acertamos, vais ver!

    (o texto é lindo, espero que o partilhes. forgive me!)

    BEIJO

    teclado por Blogger luci, em 03 janeiro, 2007  

  • partilha pois, ha-de pousar =)

    e tocar, saborear o trautear de um outro pé, de um outro som, de uma outra palavra, ritmada, rimada, em andamento cardiaco, arritmado, adocicado, em leve longo trago. Deixa-me provar um pouco mais desse pousar

    teclado por Blogger joel faria, em 03 janeiro, 2007  

  • um beijo, só um que há que poupá-los e agora vou chatear a patricia...

    teclado por Blogger mixtu, em 03 janeiro, 2007  

  • já fui chatear a Patricia... se ela me quiser bater... diz-lhe que sou um simples pastor...

    Ecos... como são bons os ecos... na blogo transformam-se em comments... felizes dos blogs que têm "comentários" e não apenas palavras de circunstâncias...

    Um beijo, ups, não que já deixei um lá acima...

    e como serão beijos verdes? ummmm

    teclado por Blogger mixtu, em 03 janeiro, 2007  

  • Un beso, un petó, um beijo Lucia, gracias, obrigado, por que el eco, el amor, las cosas bellas de la vida, no entienden de idiomas ni de distancias. FELIZ 2007 ¡¡

    teclado por Anonymous Brisa, em 03 janeiro, 2007  

  • pousar. pousemos, joel.
    e digamos do pousar. ao de leve.

    brisa obrigada por passares aqui e nos inspirares e, sobretudo, perfumares...

    e a ti, mixtu, borboleta de luz, que dizer se ouves as vozes da giesta, cheiras a terra molhada e rasgas de visita noites de silêncio?...

    (verdes beijos de sopro
    gota à flor da água
    num segundo suspensas
    noutro derramadas...)

    teclado por Blogger luci, em 04 janeiro, 2007  

  • Já viste o "novo" post do MIXTU?

    teclado por Anonymous dalémar, em 04 janeiro, 2007  

  • Lo malo es cuando gritas un te quiero y ni el eco te devuelve el sonido. Es triste vivir asi.

    Besotes gordotes.
    Feliz Año 2007

    teclado por Blogger RosaAmarilla, em 04 janeiro, 2007  

  • De aquí para allí traviesa
    El Eco de despertar
    Como una pluma dorada
    Va perdiéndose en el aire.

    Besos.
    "besssoooosss"

    teclado por Anonymous paloma, em 04 janeiro, 2007  

  • besuuuus, pluma-paloma. leves como tu.

    rosaamarilla, quando o eco chegar hás-de, seguramente, ouvi-lo. e talvez (quem sabe?) fiques menos triste ou, pelo menos, vejas a lua-cheia na tua garrafa d`areia...

    beijos. abraço

    teclado por Blogger luci, em 05 janeiro, 2007  

  • E...e agora toU a sentir---me es-qui-si-tU com tanta...

    prUjeçãaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaUUU-U-U-U...
    ...e com os beijos verdes...tambéim...

    teclado por Anonymous Anónimo, em 07 janeiro, 2007  

Enviar um comentário

Neurónios deste post:

Criar uma hiperligação

<< Voltar ao blog